Éfeso – Braços Fortes e Coração Fraco

Conheço as suas obras, o seu trabalho árduo e a sua perseverança [...]. (Apocalipse 2:2a)
A igreja com certeza tinha muitas características que chamam a atenção e são dignas de elogio. Jesus conhece plenamente a situação dos seus discípulos: “todas as coisas estão descobertas e patentes aos olhos daquele a quem temos de prestar contas” (Hebreus 4:13), portanto devemos ter a consciência de que não há nada para esconder daquele que vê todas as coisas.
Éfeso foi elogiada quanto ao seu serviço e constância, havendo trabalho para ser realizado eles não ficavam de braços cruzados ou com as mãos no bolso, eles empregavam todo tipo de esforço, se dedicavam até os seus músculos doerem e as suas roupas encharcarem de suor, eram muito dedicados. Mesmo quando as coisas ficavam difíceis eles não cediam: “Você tem perseverado e suportado sofrimentos por causa do meu nome, e não tem desfalecido.” (Apocalipse 2:3), ou seja poderíamos dizer que a igreja em Éfeso tinha um forte braço direito para o trabalho.
Se parássemos por aqui poderíamos dizer que esta igreja é o modelo, um exemplo a ser seguido, mas parece que ela apresentava um grave problema, “Tenho, porém, contra ti que deixaste o primeiro amor”, eles se afastaram da sua essência, eles trabalhavam para Deus, mas não com Deus, o coração deles se afastou de Jesus, é como se ele dissesse: “não me amam mais como me amavam no princípio, o coração de vocês está fraco, atenção ele pode parar”.
Jesus os chama ao arrependimento e anuncia que os vencedores comerão da árvore da vida, aquela que está nomeio do paraíso de Deus.

Que as atividades do dia a dia não afaste o nosso coração de amar intensamente Jesus Cristo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Enchendo as Redes (I)

Deus no Controle

Sardes - Igreja Morta